Vantagens e desvantagens do refinanciamento de veículos

Meta-descrição: Quer conhecer prós e contras do refinanciamento de veículos? Acompanhe nosso conteúdo e descubra se ele é mesmo o tipo de crédito ideal para você!

por Juros Baixos
Vantagens e desvantagens do refinanciamento de veículos

Com o refinanciamento de veículos, é possível obter um empréstimo com juros mais baratos, graças à garantia dada ao banco.

Pensando em contratar um refinanciamento de veículos? Pois saiba que esse tipo de crédito pode ser uma ótima opção!

Afinal de contas, o refinanciamento tem taxas mais baratas. Ele geralmente também é mais simples de se obter, além de ter prazo maior.

Mas antes de conseguir seu crédito, vale a pena conhecer tudo sobre ele. Continue lendo nosso conteúdo para descobrir!

Como funciona o refinanciamento de veículos

Para obter um refinanciamento, você precisa ter um veículo em seu nome. Então, ao solicitar um empréstimo ao banco, você vai oferecer o carro como garantia.

Isso significa que, se as parcelas não forem pagas, o banco poderá vender o veículo para quitar a dívida.

Então, é um empréstimo mais seguro à empresa, pois ela sabe que vai receber pelo empréstimo. De um jeito ou de outro. Assim, as financeiras cobram juros menores neste tipo de crédito. Principalmente se comparado a opções mais comuns, como o empréstimo pessoal.

É importante apenas planejar bem o orçamento, antes de obter o empréstimo. Com as finanças controladas, será mais simples manter as parcelas em dia e a “tomada” do veículo.

Outro ponto importante é dizer que o carro continua sendo seu. Então, você poderá continuar a utilizá-lo normalmente no dia a dia. O banco só terá direito a ele para pagar a dívida, se ela ficar em aberto.

Com o pagamento da parcela final, o veículo volta a ser 100% do usuário, sem qualquer ligação com a financeira.

Vantagens do refinanciamento de veículos

Sem dúvida, uma das principais vantagens do refinanciamento de carro é que ele é mais barato que outras opções de crédito.

Isso acontece porque o banco tem mais segurança de que o débito será pago. Assim, ele cobra juros menores do que em outros tipos de empréstimo.

Outro atrativo da opção é que ela é bastante acessível. Basta que o usuário tenha um veículo em seu nome. De novo, por causa da garantia dada ao banco, as financeiras são menos rígidas na avaliação de crédito. Por isso, o refinanciamento pode ser interessante até para quem está com o nome sujo.

Além disso, o prazo para pagamento do crédito costuma ser grande. Então, muitas vezes o cliente tem até 5 anos para quitar suas parcelas, por exemplo. É um período em que fica mais simples distribuir as parcelas e evitar problemas no orçamento por causa de valores mensais muito altos.

Desvantagens do refinanciamento de veículos

Apesar de seus atrativos, o refinanciamento também tem alguns pontos pouco interessantes. É importante conhecê-los para evitar surpresas e dores de cabeça depois.

Começando pelo fato de que, se a dívida não for paga, você vai ficar sem o carro. Afinal, ele é dado como garantia no refinanciamento de veículo.

Por isso é tão essencial planejar as finanças, para conseguir pagar o empréstimo e não ter o bem “tomado”.

Se algo assim acontecer, também pode ser que o valor de revenda do veículo não cubra a dívida. É algo que acontece, por exemplo, se muitas parcelas se acumulam, com os juros tornando o débito mais caro.

Neste caso, o usuário ainda precisará tirar valores do próprio bolso para finalizar a dívida. É algo pouco comum, pois geralmente o veículo cobre os valores. Porém, é uma desvantagem que pode ocorrer.

Ao mesmo tempo, o carro não pode ser vendido. Afinal, ele foi dado como garantia ao banco. Se você não puder quitar a dívida toda de uma vez, terá que aguardar o fim do contrato.

Por último, há uma desvantagem na hora de obter o refinanciamento: a idade do carro. Veículos com mais de 10 anos de idade não costumam ser aceitos para o empréstimo. Então, se esse é o seu caso, seu crédito pode não ser aprovado.

Como funcionam as taxas de juros e prazos

Um refinanciamento tem como garantia o veículo do cliente. Por isso, o banco se sente mais confiante no pagamento da dívida. Assim, as taxas de juros deste tipo de empréstimo são mais baixas que as de outras opções. Como do empréstimo pessoal, por exemplo.

Já os prazos para pagar o refinanciamento geralmente são maiores que em outros créditos. Muitas vezes, ele pode ser de até 5 anos. Ou seja, pode ser dividido em até 60 parcelas.

Mas taxas e prazos variam conforme a empresa escolhida para fazer o refinanciamento. Logo, é preciso pesquisar para encontrar as condições desejadas.

Quando vale a pena

Fazer um refinanciamento vale a pena na maioria das situações. Se você deseja, por exemplo, pagar taxas menores de juros e ter um prazo maior.

Ele pode ser uma boa opção também para investir em um negócio. Ou então, para quitar uma dívida com juros mais altos, “trocando” uma pela outra.

Você também pode fazer um refinanciamento se estiver com o nome sujo e precisar de crédito. Esse tipo de empréstimo tem aprovação mais simples.

O refinanciamento só não é realmente indicado se você pretende vender o veículo. Nesse caso, os trâmites podem ser mais trabalhosos que o normal, uma vez que o veículo será a garantia do banco. Se for esse seu caso, outras opções de crédito, como o consignado, podem ser mais atraentes.

Qual é melhor: refinanciamento ou empréstimo com garantia de veículo?

Refinanciamento de veículos e empréstimo com garantia de veículo são exatamente a mesma coisa, dois nomes para um mesmo tipo de crédito.

Independente de como o banco escolhido chama a opção, apenas tenha a certeza de planejar seu orçamento. Assim, você terá mais facilidade de arcar com as parcelas e evitar problemas.

Onde contratar

O refinanciamento de veículo é uma opção de crédito oferecida pelas mais diversas financeiras e bancos. Então, você tem várias opções para considerar no mercado.

Por isso, vale a pena usar um simulador de refinanciamento de veículo. Com a ferramenta, você poderá visualizar várias ofertas de uma só vez.

Então, será mais simples comparar as opções de crédito e escolher a melhor. O empréstimo deve, por exemplo, ter parcelas que cabem no seu orçamento, além de taxas de juros baixas.

Conclusão

Agora que você já sabe tudo sobre o refinanciamento de veículo, vale a pena considerar a opção para obter crédito mais rápido.

Apenas lembre-se de se planejar em longo prazo. Tanto para o pagamento das parcelas, quanto para evitar a venda do veículo. Passar o bem para outra pessoa requer o pagamento de todo o empréstimo, o que pode ser trabalhoso e caro.

Autor

Juros Baixos

O Juros Baixos é uma empresa intermediadora do processo de concessão de crédito entre bancos, fintechs e clientes.

Outros posts feitos por Juros Baixos

Deixe seu comentário