Como funciona a antecipação no pagamento recorrente?

A antecipação pode ser uma benção e uma maldição. Saiba como usá-la corretamente sem colocar em risco o seu negócio!

por Lays Xavier

A antecipação de recebíveis é uma prática muito comum entre os empresários brasileiros, porém essa ação é arriscada e pouquíssimo indicada para quem deseja uma gestão financeira saudável.

Para entender melhor, a antecipação é uma maneira fácil e rápida de ter dinheiro em mãos. Até aqui só vantagens não é mesmo?

Quando aparecem despesas inesperadas ou quando as contas chegam, a antecipação é considerada, já que as suas taxas são menores que as cobradas pelo cheque especial ou cartão de crédito.

A antecipação é uma maneira da empresa adiantar os valores que tem para receber. Pode-se dizer que ela pega dinheiro emprestado com ela mesma.

Entenda: empresas que trabalham com cartão de crédito ou recorrência, possuem uma previsão de receber o valor da primeira parcela em D +30, ou seja, cerca de 30 dias após o primeiro dia útil do pagamento.

Com a antecipação, não será necessária a espera desses 30 dias, você poderá ter o dinheiro em mãos em até 2 dias após a solicitação, adiantando o recebimento do pagamento.

De acordo com o Banco Central, a antecipação de recebíveis foi a linha de crédito que registrou a maior alta no país no último ano. Essa modalidade movimentou quase R$ 84 bilhões em agosto de 2019, o que representou um crescimento de 31,5% em relação aos mesmos meses do ano anterior.

No entanto, é importante também ficar atento a alguns pontos: sua empresa realmente vai conseguir pagar no futuro o dinheiro que está pegando agora? Conheça as vantagens e os riscos da antecipação de recebíveis e veja o que considerar antes de recorrer a essa opção.

Optar por esse tipo de crédito pode aliviar as dívidas da empresa, evitando que ela acumule e perca o controle.

Adotar esse tipo de estratégia como um recurso, exige que a empresa tenha planejamento, cuidado e previsibilidade, já que ela está diretamente ligada ao fluxo de caixa empresarial.

É comum que as taxas cobradas para realizar a antecipação, a medida que aumentam o número de parcelas, passam a ficar maiores.

Com o passar do tempo, criar o hábito da antecipação e pegar um número maior de parcelas, pode comprometer sua lucratividade e a saúde do seu negócio.

Imagine que você realizou uma venda de R$400,00, parcelada de 4 vezes. As taxas de antecipação variam de operadora para operadora, sendo de 2,9% a 4%.

Assim sendo a primeira parcela, no valor de R$ 100,00 quando antecipada, vai ter um desconto de 3%. O valor recebido passará a ser de R$97,00 devido à cobrança da taxa.

Cada vez que é aumentado o número de parcelas antecipadas, sobe o valor da taxa proporcionalmente, então uma parcela antecipada será R$ 97,00.

A taxa pode aumentar de acordo com o número de antecipações. Alguns bancos cobram de meio, a 1% a mais em cada taxa, já outros, mantém a taxa fixa e multiplica-se pelo número de antecipações. Em uma taxa de 3%, o adiantamento de 4 parcelas, terá um desconto equivalente ao aumento proporcional.

Sendo assim, a primeira vale R$ 100 - 3%, a segunda R$ 100 - 6%, a terceira R$ 100 - 9% e a quarta R$ 100-12%.

Em valores, o recebimento será, R$ 97,00 de primeira parcela, R$ 94,00 na segunda, R$ 91, na terceira e, R$ 88,00 na quarta.

O valor recebido ao final será de R$ 370,00, e não os R$ 400,00. Neste caso, o valor final terá um decréscimo de RS 30,00.

Entenda mais sobre a antecipação e veja como ela funciona no pagamento recorrente.

Os perigos da antecipação desenfreada

Como vimos, a antecipação pode aliviar a empresa de um momento de sufoco, porém, torná-la um recurso ou um hábito, se torna um risco muito grande.

Ao antecipar a parcela para o mês atual, além da empresa receber um valor inferior, ela estará retirando os recursos do mês seguinte. Consegue ver isso?

Ao pedir a retirada da primeira parcela para o mês atual, daqui a 30 dias não haverá valor a ser recebido, sendo o próximo pagamento apenas para daqui a 60 dias.

Criar um vício de antecipação poderá gerar um descontrole, pois sempre haverá menos valor em caixa do que deveria, além de criar buracos na contabilidade financeira mensal.

O cenário final ainda serão valores a serem pagos, sem ter de onde tirar recursos, levando a empresa a fechar as portas.

A antecipação para pagamentos recorrentes

A antecipação para o pagamento recorrente, funciona tal qual a antecipação de parcelamentos no crédito, no entanto, não é cobrado o valor de aluguel da maquininha, nem uma pequena taxa sobre cada transação.

Para realizar a antecipação através da recorrência, será necessário conversar com as operadoras com as quais sua empresa trabalha.

Os clientes que trabalham a recorrência através do Galax Pay, recebem todas as instruções necessárias durante este processo e a conversa com a operadora.

A única exigência realizada para que a antecipação seja feita, é um relacionamento de 90 dias atuando junto a operadora. Esse prazo é exigido para que sejam evitadas fraudes, trazendo mais segurança para os usuários da web e a própria empresa.

O Galax Pay, sistema de pagamento recorrente, oferece auxílio em todas as dúvidas que forem surgindo ao longo do caminho, além de trabalhar com outras formas de pagamento para facilitar os recebimentos de sua empresa.

Ainda possui dúvidas sobre a antecipação na recorrência, ou deseja se tornar cliente do Galax Pay para usufruir de todos o benefícios oferecidos pela plataforma? Converse com nossos especialistas!

Receba o contato de um especialista

Autor

Lays Xavier
Marketing
Produtora de conteúdo, sonhadora e inspirada. Cursando Publicidade e Propaganda, vive atrás de referências na busca de produzir conteúdos cada vez mais relevantes e atrativos. Engajada em cursos online, sabe que o conteúdo nasce do conhecimento e por isso, está constantemente atrás de novas oportunidades para adquiri-lo.
Outros posts feitos por Lays Xavier
Comentários:
Onde estamos
Rua Platina, 1375, 2º andar, Bairro Prado, Belo Horizonte / MG
Ver no Mapa