Antecipação de Recebíveis: conheça as vantagens e os riscos

Você já ouviu falar sobre a antecipação de recebíveis como a solução para a sua empresa? Veja que não é bem assim. Entenda mais sobre o assunto aqui!

por Lays Xavier

Você sabe o que é a antecipação de recebíveis ou imagina os riscos que uma atitude mal planejada pode trazer para o seu negócio?

Para as empresas que trabalham com o pagamento via cartão de crédito, esta opção é uma tentação diária. 

Saiba o que é a antecipação de recebíveis, os perigos que ela oferece ao seu negócio e entenda mais sobre o assunto. 

Antecipação de recebíveis: o que é?

Essa é uma opção disponibilizada para as empresas que trabalham com a opção de maquininhas de cartão de crédito. 

De modo simples, a antecipação de recebíveis é a opção de receber os valores das faturas antes da data prevista. 

Quando um cliente passa o cartão de crédito em sua loja, o seu recebimento é programado para o que chamamos de D+30. Ou seja, é contado o dia útil em que a transação foi realizada e mais trinta dias para o recebimento. 

No caso de compras parceladas, o D+30 funciona para o recebimento da primeira parcela e a partir dela, mais 30 dias para o recebimento da segunda e assim, sucessivamente. 

Com a antecipação, você não terá a necessidade de esperar 30 dias para o recebimento do valor que seria pago em um, dois ou mais meses. 

Assim que a solicitação da antecipação é realizada, o valor estará disponível na conta em até D+2, ou seja, o dia útil mais dois dias corridos ou úteis, a depender da instituição. 

Essa ação é muito comum entre as empresas de médio e grande porte, apesar das operadoras de cartão de crédito não restringir a opção aos pequenos negócios. 

Para realizar a ação, é necessário ir à instituição financeira e comprovar através de documentos quais são os valores que a companhia deverá receber. 

Quando utilizar a antecipação de recebíveis?

Algumas empresas vendem seus produtos ou serviços a um prazo maior do que devem pagar os seus fornecedores e colaboradores, precisando de um capital de giro

A antecipação nesses casos é uma opção, pois em caso contrário, será necessário que a empresa faça empréstimos para o pagamento de suas dívidas. 

Por exemplo: uma empresa precisa de pagar seus fornecedores a cada 15 dias, porém o pagamento só estará disponível em conta após 30 dias. Para esse primeiro momento, caso a empresa não tenha um fluxo de caixa pronto, ela pode solicitar a antecipação. 

Assim a empresa conseguirá recursos para movimentar o fluxo de caixa e colocar as contas em ordem. 

É importante ressaltar que toda antecipação deve ser feita de forma planejada. Esse processo requer um custo da empresa e é muito simples para conseguir crédito. 

Em uma gestão desorganizada, esse tipo de operação se torna uma forma fácil de conseguir dinheiro para cobrir as dívidas mais urgentes, deixando as demais ainda em aberto. 

Vantagens na antecipação de recebíveis

Como foi possível perceber, a antecipação de recebíveis ajuda na obtenção de crédito rápido de modo simplificado. 

Quando acontece a antecipação, o fluxo de caixa é assegurado, não comprometendo o saldo mensal da empresa. 

Riscos da antecipação de recebíveis 

A antecipação consiste em acessar os valores das parcelas de meses de uma única vez. 

O que deve ser observado é que esse valor, a partir do momento que solicitado, não estará mais ali nos meses seguintes, podendo criar uma grande bola de neve. 

Para pagar as contas do mês atual, o gestor está retirando recursos dos meses seguintes. 

Dessa forma, ele terá condições de aliviar o financeiro no mês atual, porém não terá os recebimentos nos meses seguintes. 

Essa ação quando mal planejada é muito arriscada. Entenda os motivos:
 

  • Uso contínuo: caso a empresa tenha o hábito de antecipar os valores a receber, chegará o momento em que ela terá compromissos com os clientes, colaboradores e fornecedores, porém não terá recursos

A médio prazo, essa situação pode ser muito prejudicial para o financeiro de seu negócio. 

  • Taxas: devem ser estudadas antes de qualquer decisão ser tomada. As taxas variam de acordo com o número de parcelas que serão antecipadas, o valor e mais. 

Entende-se que quanto mais parcelas, maior o risco do cliente não pagar. Quando a antecipação é feita, a instituição financeira assume esse risco e por isso, pode cobrar taxas para se assegurar na situação.

Algumas instituições chegam a cobrar até 50% do valor total antecipado. 

Imagine que você receberá pela venda de um serviço 10 parcelas no valor de R$ 100,00. Para liberar esse valor, a instituição financeira cobrará uma taxa maior, afinal, serão antecipadas muitas parcelas. 

O valor total a ser recebido seria de R$ 1.000,00, porém com o desconto de, por exemplo, 15% da taxa paga à instituição pelo valor antecipado, o que a sua empresa receberá será R$ 850,00. 

As condições oferecidas pelas instituições devem ser estudadas, afinal, o financeiro de sua empresa estará em jogo. 

Algumas instituições financeiras não cobram taxas para a antecipação, porém o valor pode estar embutido em outras operações, fique atento!

Não comprometa o seu fluxo de caixa com esse estilo de gestão. Saiba como fazer um fluxo de caixa saudável no post: Como fazer um Fluxo de caixa? e tenha o controle financeiro em suas mãos. 

Baixe também a planilha de controle de fluxo de caixa e entenda quais são os processos para organizar as contas da melhor forma. 

 

Autor

Lays Xavier
Marketing
Produtora de conteúdo, sonhadora e inspirada. Cursando Publicidade e Propaganda, vive atrás de referências na busca de produzir conteúdos cada vez mais relevantes e atrativos. Engajada em cursos online, sabe que o conteúdo nasce do conhecimento e por isso, está constantemente atrás de novas oportunidades para adquiri-lo.
Outros posts feitos por Lays Xavier
Comentários:
Onde estamos
Rua Platina, 1375, 2º andar, Bairro Prado, Belo Horizonte / MG
Ver no Mapa